Ecologia e Gestão das Zonas Húmidas

« Voltar

Objetivos

1. Conhecer a tipologia das zonas húmidas;

2. Compreender a interação dos fictores abióticos e bióticos no funcionamento dos vários tipos de zonas húmidas terrestres (Zonas húmidas costeiras, fluviais, lacustres e palustres);

3. Compreender a dinâmica das interações existentes entre os vários tipos de zonas húmidas terrestres;

4. Compreender a importância das zonas húmidas no funcionamento adequado do ciclo hidrológico;

5. Identificar os fatores de perturbação do meio aquático e aplicar as ferramentas de monitorização mais adequadas;

6. Adquirir ferramentas para a gestão e ordenamento das zonas húmidas.

Programa

I. Conceito e tipologia de zonas húmidas

II. Zonas húmidas dos Açores

III. Biodiversidade

a. Fitoplancton

b. Zooplancton

c. Macrófitas

d. Invertebrados

e. Vertebrados.

IV. Ecologia das zonas húmidas

a. Meios de água livre

i. Fatores abióticos;

1. Luz, temperatura, pH, O, C, nutrientes, influência da vegetação ribeirinha;

ii. Fatores bióticos;

1. Relações interespecíficas, interações tróficas, conceito de continuum em rios;

iii. Sucessão sazonal e ontogenia dos meios lênticos;

b. Pauis

i. Origem e principais fatores climatéricos e edáficos

c. Florestas de montanha

i. Fatores ambientais

ii. Ocorrência e distribuição nos Açores

iii. Florestas de montanha

iv. Sucessão e interdependência das zonas húmidas

V. Conservação

a. Ameaças e distúrbios antropogénicos em meios de água livre

b. Restauro e gestão de meios de água livre

c. Zonas húmidas palustres

d. Legislação: Convenção de Ramsar; Directiva Habitats e Rede Regional de Áreas Protegidas.

Métodos de ensino

1. Exposição de conteúdos teóricos (Data Show);

2. Discussão de conteúdos teóricos;

3. Aulas de campo;

4. Aulas de Laboratório

5. Discussão de trabalhos dos alunos.

Bibliografia

Bönmark, C. & L.-A. Hansson. 2000. The biology of lakes and ponds. Oxford University Press. New York.

Elias, R.B. 2007. Ecologia das florestas de Juniperus dos Açores. Tese de Doutoramento. Universidade dos Açores, Departamento de Ciências Agrárias. Angra do Heroísmo.

Giller, P. S. & B. Malmqvist. 1998. The biology of streams and rivers. Oxford University Press. New York.

Gonçalves, V. M. 2010. Contribuição para o estudo da qualidade ecológica das lagoas dos Açores: fitoplancton e diatomáceas bentónicas. Tese de Doutoramento. Universidade dos Açores, Departamento de Biologia. Ponta Delgada.

Código

0105767

ECTS

6

Aulas

  • Teóricas - 30 horas
  • Teórico-Práticas - 30 horas