Comunicação e Desenvolvimento Pessoal I

« Voltar

Objetivos

1) Discutir os conceitos centrais e os princípios básicos da comunicação humana.

2) Identificar a importância da assertividade num contexto de prestação de cuidados de enfermagem.

3) Desenvolver conhecimentos, habilidades e competências relacionadas com a relação terapêutica em enfermagem.

4) Analisar estratégias adequadas à comunicação em situações de interação particular, com clientes e colegas.

5) Examinar a importância do autoconhecimento, da autoconfiança e da autoestima para a melhoria dos cuidados prestados e para o desenvolvimento pessoal do enfermeiro.

Programa

Informação disponível em breve.

Métodos de ensino

Os estudantes realizam exercícios de leitura com guia orientador do estudo e reflexão de textos para discussão/dinâmicas de grupo em sala de aula, em subgrupos, sobre as estratégias a utilizar para o desenvolvimento da inteligência emocional, estratégias promotoras do auto-conhecimento, auto-confiança e auto-estima; atividades de autoanálise, auto-conhecimento relativos à intimidade e aos valores, com exercícios práticos de construção de respostas empáticas, de clarificação, de respeito e de congruência; dinamizam atividades de preparação para o treino da técnica da entrevista e sobre prevenção de transtornos psíquicos (Modelo Freemind). Também se propõe a visualização e análise crítica de filmes.
Apresentam-se algumas informações de planeamento da unidade curricular e propõem-se momentos de avaliação em objetivos SMART - S (específico) M (mensurável) A (ação) R (razoabilidade) T (tempo).

Bibliografia

Chalifour, J. (2009). A Intervenção terapêutica: Estratégias de intervenção (vol 2.) Loures: Lusodidata.

Cibanal, L. & Carmen. M. (2009). La relación enfermeira-paciente. Colombia: Salud/enfermeira.

Frias, C. (2013). Encontro de Corpos: Processo de Construção de Cuidados Enfermeiro/Pessoa em Fim de Vida. Loures: Lusociência.

Gomes, L. (2012). A presença como cuidado-estudo da presença em contexto psiquiátrico (Tese de doutoramento não publicada). Universidade de Lisboa, Lisboa.

Melo, M.L. (2013). A Comunicação médico-doente em contexto hospital: Relação entre as atitudes dos médicos e dos doentes relativamente ao fornecimento de informação e o ajustamento emocional dos doentes (Tese de doutoramento não publicada). Universidade Aberta, Lisboa.

Townsend, M. (2011). Enfermagem em saúde mental e psiquiatria: Conceitos de cuidados na prática baseada na evidência. Loures: Lusociência.

Código

0105911

ECTS

6

Aulas

  • Práticas e Laboratórios - 30 horas
  • Teóricas - 20 horas
  • Teórico-Práticas - 30 horas